terça-feira, 6 de março de 2012

confusão telepática

Aprendi certo dia que o melhor a se fazer é ficar na sua. Não apenas pelo fato de se preservar, mas pelo fato de assim, conseguir a razão.
As injustiças, porém, me fizeram pensar de outra maneira; o melhor a se fazer é ir à luta, defender seus direitos e lutar pela liberdade.
A conduta, entretanto, vociferou, dizendo: Acalme-se! E deixe que aqueles que são mais altos que você resolverem a situação.
O amor, chorou, e pediu que me despisse do orgulho e almejasse nua a caridade.
No meio dessa mixórdia, ouvi apenas uma voz; a perseverança, que me manteve calma durante O caos.
E rogou junto à mim, à injustiça, à conduta, ao amor... Que se compadeceu de minha angústia e decretou fim aos acontecimentos ferozes e inconstantes que aconteciam somente em minha mente.


Ocorreu um erro neste gadget